Imposto em Nova York – Como Funciona?

Publicado por allan em 30 de outubro de 2012
calculadora


Diferente do que ocorre no Brasil, nos Estados Unidos o preço final que se paga por um produto ou serviço não é o da etiqueta. Cada cidade tem uma alíquota de imposto que é pago no momento em que você passa pelo caixa do estabelecimento. Em Nova York, esta alíquota é de 8,75%. Ou seja, para saber o valor total a pagar por um produto multiplique o valor da etiqueta por 1,085.

Exemplo:
Na prateleira, uma câmera fotográfica na B&H Photo Video custa $200,00.
Faça a multiplicação: $200,00 * 1,085 = $217,00
Este é o valor que você pagará pela máquina quando passar pelo caixa.

Este percentual é válido para tudo, de eletrônicos a seu lanche no McDonalds. A exceção fica por conta de roupas e calçados que são isentos de impostos desde que o valor unitário não supere $110,00,

Este costume pode parecer estranho em um primeiro momento, já que por aqui o imposto é embutido no preço final anunciado. No entanto, se você pensar bem é algo mais justo e transparente da parte do governo, já que você sabe exatamente quanto está “dando” para o Estado a cada compra. Já pensou se fizessem isso no Brasil? Daria vontade de mandar prender nossos governantes na primeira vez que você abastecesse seu carro e percebesse que do valor pago, mais de 30% são destinados a tributos.

No dia-a-dia, se você não tiver uma calculadora em mãos, arredonde a conta e calcule sempre 10% do valor como imposto para que você tenha uma referência rápida do total a pagar, evitando sustos no caixa.

Dica: Se você pretende visitar Miami na mesma viagem, talvez seja interessante concentrar suas compras por lá. O imposto na cidade que é considerada o paraíso do consumo pelos brasileiros é de 7%, 1,75% abaixo do praticado na Big Apple. Esta diferença pode render uma boa economia dependendo de “quantas malas” você pretende trazer.

 






Gostou deste Artigo? Divulgue-o!